sábado, 30 de maio de 2015

Gigante asiático levanta-se: China defende seus interesses face aos EUA


Os tempos em que a China era calma e cautelosa com a sua política externa passaram, o gigante asiático está pronto para mostrar os dentes quando os seus interesses estão em causa, declara a revista da Índia Milli Gazette.

No passado, a China tentou influenciar outros países por meio de instrumentos econômicos, usando mecanismos comerciais e financeiros. Mas agora Pequim mostra abertamente que não aprova qualquer intervenção na região da Ásia-Pacífico, que é o seu “quintal”.

REUNIÃO SECRETA EM LONDRES ENTRE OS CHEFES DE BANCOS CENTRAIS DECIDE O FIM DO DINHEIRO FÍSICO



Será realizada em Londres "reunião secreta" entre chefes de bancos centrais, denuncia o economista norte-americano Martin Armstrong, referindo-se a suas próprias "fontes diretas". A reunião terá como objectivo "acabar com o dinheiro".

"Kenneth Rogoff, da Universidade Harvard e Willem Buiter, economista-chefe do Citigroup, irá abordar os bancos centrais para defender a eliminação de qualquer moeda", Armstrong escreve em seu site.


sexta-feira, 29 de maio de 2015

COMEÇOU! DILMA ENVIA AO CONGRESSO PROJETO PARA CRIAR IDENTIDADE ÚNICA CHIPADA

Enquanto o chip ainda estiver no cartão, não é a marca da besta...Mas já é o caminho... um caminho muito curto...
Tudo estará concentrado no cartão: documentos pessoais, informações bancárias, dinheiro...Mas, e quando isso cair na mãos dos bandidos (falsificações)? o governo irá criar como "solução", um outro chip para ser injetado na mão?
É o que eles fazem, provocam uma ação, para ter uma reação, e eles próprios virem com uma solução...
Agora está é a dúvida: mesmo 'ainda' não sendo a marca da besta, você irá permitir ser monitorado pelo governo por este chip?

BILL GATES: Benfeitor ou Eugenista?



Filantropia ou lucrativa carnificina? Veja neste artigo como Bill Gates, através de sua Fundação Bill e Melinda Gates, explora países em desenvolvimento com vacina perigosas, e ao mesmo tempo obtêm lucros bilionários através de seus investimentos na indústria farmacêutica.

Muitas pessoas admiram Bill Gates por sua inteligência, espírito empreendedor e mais recentemente, a sua filantropia. Isso é tudo muito bom, mas não devemos esquecer que ele é um capitalista implacável, que, ao longo de sua vida, dedicou seus esforços para um único propósito: fazer uma soma ridícula de dinheiro. Também não nos esqueçamos de que as corporações são, por lei, obrigadas a fazer todo o possível para maximizar seus lucros e portanto, cada ação que tomar deverá ser feita como um esquema para fazer dinheiro. Às vezes isso significa reparar ou melhorar a sua imagem através de ações aparentemente de caridade que são projetadas para permitir que, a longo prazo, possam explorar mais pessoas sem controle ou resistência.

Deixando de lado as teorias da conspiração sobre Gates ser parte de um esquema global de redução da população, não é exagero dizer que houve uma tendência histórica sistemática para usar os continentes menos desenvolvidos (especialmente em África) para pesquisas não-consensuais com técnicas pioneiras de fazer dinheiro disfarçadas de desenvolvimento, e que Bill Gates faz parte disso. Afinal de contas, a Big Pharma (a máfia da indústria farmacêutica) é uma das indústrias mais rentáveis do planeta, e se baseia fortemente na execução de extensões de patentes e direitos de propriedade intelectual para o qual Bill Gates é notório a partir do seu trabalho na Microsoft. África tem sido o lugar mais severamente afetadas pelos rigorosos direitos de patentes impostos por corporações transnacionais com o apoio do cartel do Fundo Monetário Internacional - Banco Mundial - Organização Mundial do Comércio (FMI-BM-OMC).


Há também um enorme conjunto de evidências documentadas de que a indústria farmacêutica tem, por um longo tempo e repetidamente, usado populações vulneráveis no mundo desenvolvido e em desenvolvimento como cobaias para estudar doenças e testar novos medicamentos (por exemplo, o experimento Tuskegee, entre muitos outros ). Isto não está limitado a Big Pharma, mas aplica-se a quase todos os setores da economia capitalista industrial, que por definição, é baseada na exploração de uma subclasse.

Tendo estabelecido essas premissas (eu convido você a desafiá-las), vamos analisar os fatos:

Pouco antes de sair da Microsoft em junho de 2006, Bill Gates vendeu 58 milhões de dólares em ações; em 02 de novembro de 2012, ele vendeu 5.500.000 ações por 27,95 dólares cada, gerando 153,7 milhões, e mais recentemente, em 25 de abril de 2013, ele vendeu as 12,605,492 ações por $390,4 milhões. Estes são apenas alguns exemplos. Segundo a Comissão de Segurança e Valores, Bill Gates vendeu 90 milhões de ações da Microsoft Corp. em 2012. Atualmente possui 591 milhões de ações desta empresa, que crescem cerca de sete por cento do total de 8,4 bilhões, e ele continua a ser o seu maior acionista individual.


Simultaneamente Gates tem investido em empresas especializadas em varejo (Walmart), alimentos e bebidas (Coca-Cola e McDonalds), energia e transporte (British Petroleum e Toyota) e Biotech (Nimbus Descoberta e Medicina Foundation). Mas nenhum desses investimentos correspondem aos feitos na indústria farmacêutica. De fato, uma de suas primeiras ações após retirar suas ações da Microsoft, quando deixou o cargo foi investir na Gigante Farmacêutica Britânica GlaxoSmithKline (GSK). Em 9 de setembro de 2002, Gates, vendeu quase meio bilhão de dólares em ações da Microsoft. Por volta do mesmo período, no segundo semestre de 2002, ele comprou 2,5 milhões de ações da Eli Lilly, fabricante do Prozac, e fez outros importantes investimentos na Merck e Pfizer. Em 17 de maio de 2002, a Fundação Bill & Melinda Gates (B & MGF) adquiriu ações de nove empresas da Big Pharma, no valor de quase 205 milhões dólares. Isto é, quando começamos a perceber uma mudança de investimentos pessoais de Gates para os da sua fundação. Este foi um passo importante para convencer os ricos a doarem suas fortunas pessoais para Bill & Melinda Gates Foundation: uma espécie de liderança pelo exemplo para enganar aqueles que precisam de sua consciência afagada, ou a sua imagem restaurada ou melhorada.

Como um investidor na Merck & Co. (a criadora da Gardasil, a vacina contra HPV sendo aplicada no Brasil e que tem gerado inúmeros efeitos adversos graves e a mesma empresa que foi acusada de adulterar estudos para mostrar uma suposta eficácia de sua vacina contra o sarampo), Pfizer (dos ROTHSCHILD), JOHNSON & JOHNSON e outros, a Fundação Gates compartilha interesses financeiros com os fabricantes de medicamentos contra a Aids, ferramentas de diagnóstico, vacinas e outras drogas. Recorde-se que Gates atingiu seu status de trilionário usando um "desagradável pequeno protegido monopólio de tratado de comércio" chamado TRIPS: as regras de direitos de propriedade intelectual relacionados com o comércio da OMC.

Doações à B & MGF vem principalmente da fortuna pessoal do Sr. Gates e ações da Berkshire Hathaway dadas à Fundação pelo CEO da Hathaway Warren Buffett. Mais recentemente, outras pessoas extremamente influentes derramaram enormes somas para a B & MGF de suas fortunas pessoais. A B & MGF recentemente decidiu focar seus esforços em Malária e Polio: os dois principais exemplos da última peça desse esquema. Cerca de US $1 bilhão de dedução de imposto/doação de Bill Gates foi destinado à pesquisa para encontrar uma vacina para prevenir a malária, que é o assassino número um na África.

O exemplo da Malária

Literalmente, centenas de estudos, documentos e análises determinaram que a melhor maneira de reduzir a mortalidade e a transmissão de doenças infecciosas como a malária e poliomielite é educar a população e elevar o seu padrão de vida. A Eritreia, por exemplo, conseguiu reduzir as suas taxas de infecção por malária em 80 por cento pela organização de campanhas de educação pública sobre nutrição e prevenção de doenças, proporcionando redes livres mosquiteiras tratadas com insecticida em áreas onde a malária é endêmica, o estabelecimento de clínicas médicas com base na comunidade, onde a população pode obter exames de sangue gratuitos e, finalmente, o preenchimento de criadouros do mosquito e / ou pulverização de inseticida nas áreas (eu não sou normalmente um fã de inseticidas, mas isso serve para provar um ponto maior).

Essas simples práticas de saúde pública resultaram em maior avanço na prevenção da mortalidade da malária na história, e até hoje eu ainda não consegui encontrar uma única história sobre isso em qualquer meio de comunicação mainstream. Tais abordagens também foram amplamente adotadas em toda a Europa há um século: um processo que provocou a completa erradicação destas doenças infecciosas exóticas do continente. Deve-se também adicionar que a Eritreia, por meio do sistema público de saúde já estabelecido, tem sido o único país Africano a reduzir efetivamente suas taxas de infecção por HIV / AIDS (em 40 por cento após uma década); isso foi feito através de um programa nacional de educação sexual e distribuição de preservativos.

Bill Gates é um cara muito inteligente. Então, por que ele embarcou em uma campanha de vacinação em massa, quando os mesmos fundos poderiam ter sido investidos em programas de desenvolvimento comunitário e de saúde pública genuinamente sustentáveis? Porque isso não faz dinheiro!

O B & MGF (Bill and Melinda Gates Foundation) investiu um bilhão de dólares para desenvolver uma vacina contra a malária produzida pela GSK, em que (você adivinhou!) Bill Gates tem um grande número de ações e sobre o qual ele exerce considerável influência. A GlaxoSmithKline recentemente teve que pagar bilhões para resolver acusações criminais e de responsabilidade civil relacionados com a comercialização ilegal de drogas e retenção de informações sobre os riscos de saúde associados com o seu medicamento para a diabetes Avandia, e em 2012 um tribunal argentino condenou a GSK como culpada por "experiências com seres humanos, bem como falsificar autorizações dos pais para que os bebês pudessem participar dos testes de vacinas realizados pelo laboratório de 2007 e 2008."

O site da GSK afirma que "Quando administrado juntamente com as vacinas normais da infância, a eficácia da [vacina contra a malária] RTS,S em crianças com idade entre 6 a 12 semanas (a primeira vacinação) contra a malária clínica e grave foi de 31% e 37% respectivamente, ao longo de 12 meses de acompanhamento após a terceira dose da vacina". Parece inchado certo? No entanto, o site também menciona (e observe como eles tentam virar isto a seu favor) que "mosquiteiros tratados com inseticida foram usados por 86% dos participantes do estudo, o que demonstrou que a RTS,S forneceu proteção além das intervenções de controle existentes da malária." Os testes também mostraram uma diminuição da eficácia e foram descritos por muitos como um "fracasso". Pior ainda, um considerável corpo de evidências mostram que as "vacinas" da malária, na verdade, aumentam a virulência de cepas de malária. Mas, mesmo para alcançar a eficácia de "um fracasso", a vacina contra a malária deve ser tomada com um medicamento adicional. A B & MGF e a GSK deixaram de mencionar que eles iriam fazer uma fortuna com essa droga catalisadora durante a enorme campanha de publicidade e marketing que eles fizeram do fato de que iriam doar a vacina.

A poliomielite é outro caso

Na Índia, em muitas áreas onde a pólio tinha sido quase erradicada e a B & MGF se envolveu em campanhas de vacinação, a poliomielite agora é galopante. Isto foi devido ao uso de uma vacina contra a Pólio ativo chamado Vacina Oral contra Pólio (OPV), que se baseia na administração oral e atenuada do vírus vivo da poliomielite e que é proibida na maioria dos países ocidentais, porque vacinações recorrentes dela na verdade aumentam o desenvolvimento de cepas de pólio mais agressivas e sua mutação em formas mortais. Pacientes na Índia receberam até 10 injeções da vacina, em vez de uma a duas da vacina da poliomielite inativa (IPV, que como o nome indica, usa um vírus pólio inativo) usada na Europa e nos Estados Unidos. O surto da nova cepa da doença, no entanto, tem "não-pólio" (não, eu não estou brincando) em seu nome - "paralisia não polio aguda flácida" (NPAFP) - em uma tentativa de desviar a responsabilidade e para desfocar a ligação entre a B & MGF e o surto, apesar do fato de que as estirpes são quase idênticas.

O manual básico do Exército dos EUA (o maior consumidor individual de vacinas em todo o mundo) informa: "Uma única dose da trivalente OPV é administrada a todos os alistados. Candidatos a oficial, cadetes ROTC, e outros componentes da reserva na ativa inicial para o treinamento recebem uma única dose de VOP, a menos que a imunização prévia como adulto esteja documentada. "


É também estranho que, apesar de professar-se a ser um pioneiro da saúde global, o B & MGF detém participações significativas de algumas das empresas mais "não saudáveis" do planeta, responsável por milhões de casos de obesidade e diabetes, tais como o McDonald (9,4 milhões de ações representativas de cerca de 5% da carteira de Gates) e Coca-Cola (com mais de 15 milhões de ações, mais de 7% da carteira da Fundação, sem contar participações da Berkshire Hathaway). Também é estranho que a B & MGF investiu grandes quantias de dinheiro em empresas farmacêuticas que pararam o envio de medicamentos de baixo custo contra a AIDS para a África, apesar de professar que quer fornecer medicamentos a um milhão de pessoas até o final da década. Pena que Gates não especificou o que ele quis dizer com "seu remédio": o das empresas em que seus milhões são investidos.

A Fundação de Bill & Melinda Gates é essencialmente um enorme esquema de evasão fiscal para os capitalistas enormemente-ricos que fizeram bilhões explorando os povos de todo o mundo. A fundação investe, livre de impostos, o dinheiro de Gates e as "doações" de outros, nas próprias empresas em que Gates detém milhões em ações, garantindo retornos através de ambas as vendas, bem como os direitos de propriedade intelectual. Para adicionar insulto à injúria, o sistema perpetua a propagação da doença, em vez de ajudar na sua erradicação, assim justificando perpetuamente seus esforços para "erradicar" estas doenças (resolução de um problema que eles estão criando).

O mundo seria melhor sem a B & MGF e sem filantropos como Bill Gates? Esta é uma pergunta hipotética que seria necessário um arranjo socioeconômico completamente diferente do que o atual e que não pode ser respondida com certeza absoluta. É quase certo que, se os indivíduos e as empresas extremamente ricas fossem responsabilizados por suas ações, em vez de serem autorizados a fazerem "lavagem branca" através de filantropia enganosa e desonesta, o mundo seria melhor. É quase certo que, se a filantropia fosse genuína, e não fosse concebida como um esquema de evasão fiscal nas quais as "doações" servem como investimentos para as próprias empresas em que os doadores têm enormes investimentos, o mundo seria melhor. É certo que, se os enormes investimentos (ou "doações") fossem focados em programas de nutrição com base na comunidade, programas de saúde pública e de empresas sustentáveis, o mundo seria muito melhor.

Um comentário encontrado no Face:

BILL GATES é um desses benfeitores de caridade social ao doar milhões de dólares em vacinas (ESPECIALMENTE PARA ÁFRICA), tendo um pai eugenista, e uma associação com o globalista DAVID ROCKFELLER. David Rockfeller cuja Fundação Rockefeller financiou a pesquisa de Eugenia na Alemanha através dos Institutos Kaiser Wilhelm em Berlim e Munique, incluindo também no Terceiro Reich, elogiando a esterilização forçada de pessoas pela Alemanha de Hitler e as idéias nazistas da “pureza” da raça. John D. Rockefeller III foi um defensor da Eugenia ao longo da vida, usou seu dinheiro da Fundação de “isenção de impostos” para iniciar o movimento neo-malthusiano de redução da população através de seu Conselho da População particular no início da década de 1950, em Nova York.

"O pai de Bill Gates, William H. Gates Sr., tem há muito estado envolvido com o grupo eugenista Planned Parenthood, uma organização rejeitada nascida da Sociedade Americana de Eugenia. Em uma entrevista em 2003 com Bill Moyers do sistema público de radiodifusão, Bill Gates admitiu que seu pai costumava ser o chefe da Planned Parenthood, que foi fundada sobre o conceito de que a maioria dos seres humanos são apenas 'criadores negligentes' e 'ervas daninhas humanas' necessitados de abate." 

"Gates também admitiu durante a entrevista que o envolvimento de sua família em questões reprodutivas ao longo dos anos tinha sido abrangente, referenciando sua própria adesão prévia a crença do eugenista Thomas Robert Malthus, que acreditava que a população do mundo necessitava ser controlada através de restrições reprodutivas."

Declaração pública de BILL GATES:

“Vamos dar uma olhada. Primeiro, temos a população. O mundo hoje tem 6,8 bilhões de pessoas, e vai chegar a cerca de 9 bilhões. Agora, se realmente fizermos um grande trabalho com novas vacinas, assistência de saúde e serviços reprodutivos, poderemos reduzir (a população) em talvez 10 ou 15 por cento” Bill Gates, Microsoft globalista, membro do Grupo Bilderberg. 

Bill Gates inclui as vacinas como forma de diminuir a população. De que modo? Tendo nelas substâncias e vírus ocultos, para tornarem pessoas estéreis sem elas o saberem nem o terem consentido, e dizimarem por doenças mais rapidamente um grande número de população? Não deveriam as vacinas aumentar a população ao aumentar a esperança média de vida? É esse o plano? Reduzir a população adoecendo e matando pessoas mais depressa através de vacinas contaminadas e destrutivas que tornam obrigatórias?

Mas Bill Gates também tem investimentos na Indústria Farmacêutica, que venderão mais medicamentos se as pessoas adoecerem de doenças que precisem de medicação posterior e regular por toda a sua vida. Além de que matando outras pessoas o sonho de eugenistas de aperfeiçoar a raça humana, e diminuir a população para não se esgotarem os recursos naturais á base de petróleo também seria um objetivo concretizado.


FONTES:

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Papa diz que o CERN abrirá a porta do inferno

Papa Francisco implorou a comunidade científica a suspender as operações no Large Hadron Collider (LHC), esta manhã, em um comunicado oficial do Vaticano como os cientistas no Grande Colisor de Hádrons próxima semana está esperando para experimentar com uma possível conexão com um universo paralelo fora do nosso próprio país.

A crítica do Papa vem dias depois de cientistas do centro de CERN, em Genebra, na Suíça, revelou esta semana planos para o fogo até o LHC “átomo smasher ‘para seus níveis mais elevados de energia de todos os tempos em uma tentativa de detectar – ou mesmo criar – buracos negros em miniatura e, possivelmente, “criar uma abertura no tecido de

terça-feira, 26 de maio de 2015

ONG disponibiliza atendimento médico e envia abortivos a mulheres de todo o mundo

ONG disponibiliza atendimento médico e envia abortivos a mulheres de todo o mundo

A médica responsável orienta as mulheres sobre como realizar o procedimento corretamente, com o objetivo de diminuir mortes causadas em abortos clandestinos


Mãe de dois filhos, Rebecca Gomperts é a médica holandesa fundadora da ONG Women On Web, que procura dar orientação a mulheres de vários países sobre como realizar aborto de forma segura. Além de atendimento médico em 11 línguas, que inclui português, a organização envia remédios abortivos gratuitos pelo correio com o objetivo de poupar vidas.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

SERÁ ESSA A FUTURA BANDEIRA DA NOVA ORDEM MUNDIAL?

SERÁ ESSA A FUTURA BANDEIRA DA NOVA ORDEM MUNDIAL?

Eventualmente, a humanidade chegará a outros mundos. Que bandeira plantará o primeiro ser humano que pise nesses planetas? A de um só país? O projetista Oskar Pernefeldt teve um sonho: unir todos os povos do planeta sob uma bandeira, e deve-se reconhecer que tanto a bandeira como a iniciativa são preciosas.

Fundação Rockefeller e Johns Hopkins estão por trás de terríveis experimentos da sífilis com humanos, alegam vítimas da Guatemala em ação judicial.

Fundação Rockefeller e Johns Hopkins estão por trás de terríveis experimentos da sífilis com humanos, alegam vítimas da Guatemala em ação judicial.



Mais de 750 vítimas moveram ação judicial contra a Fundação Rockefeller, o Hospital Johns Hopkins, a Universidade Johns Hopkins, a Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins, a Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg e a Corporação do Sistema de Saúde Johns Hopkins, alegando que elas constituíram a força motriz por trás dos experimentos em seres humanos, nos quais populações vulneráveis da Guatemala foram enganadas e intencionalmente expostas à sífilis, gonorreia, outras doenças venéreas e agentes patogênicos, sem consentimento informado das vítimas.

EUA "criam" inimigos para garantir unidade interna, afirma historiador francês e diplomata Jean-Christophe Rufin

EUA "criam" inimigos para garantir unidade interna, afirma historiador francês e diplomata Jean-Christophe Rufin

Após a Guerra Fria, os Estados Unidos imaginaram ter dois inimigos (Islamismo radical e Rússia) e agora o país tem de escolher um deles, de acordo com o historiador francês e diplomata Jean-Christophe Rufin.

Os EUA precisam de um inimigo externo para reforçar a unidade dentro do país, opinou o historiador francês Jean-Christophe Rufin em entrevista ao Le Figaro.

"A sociedade norte-americana, tal como o Império Romano, precisa de um inimigo externo para se manter unida. Desde 1991 a América já criou dois", disse Rufin.

“De um lado, tentando destruir os regimes seculares árabe-muçulmanos, justamente chamados de ditaduras, os EUA e os seus aliados europeus contribuíram muito para criação de um grande número de inimigos islamistas (de bin Laden ao Estado Islâmico) que são financiados por monarquias petrolíferas do Golfo. Mas, ao mesmo tempo, a América estava realizando a política sistemática contra toda a área da Rússia pós-soviética. Da Geórgia à Mongólia, passando pelos países bálticos, os EUA criaram a base para uma nova Guerra Fria”, declarou o historiador.

Ele opina que no momento os EUA devem escolher um inimigo e, de acordo com Rufin, seria melhor se este fosse o Islamismo radical.

“Mas não devemos esquecer sobre a profecia de Tocqueville (Alexis de Tocqueville é um famoso político francês do século XIX, ex-ministro do Exterior) que considerou a Rússia como o único país continental que pode fazer concorrência aos EUA”, disse o historiador.


FONTE:

domingo, 24 de maio de 2015

Nova Droga Sintética ‘FLAKKA' Faz Usuários Enlouquecerem em Poucos Dias

Nova Droga Sintética ‘Flakka’ Faz Usuários Enlouquecerem em Poucos Dias

Uma droga sintética cada vez mais popular na Flórida está por trás de uma série de crimes bizarros no estado americano, segundo a polícia local. Um homem correu pelado por um bairro, tentou fazer sexo com uma árvore e disse a um policial que ele era o deus Thor, da mitologia nórdica. Já outro correu pelado pelas ruas movimentadas de uma cidade em plena luz do dia, certo de que uma matilha de pastores alemães o estava perseguindo. Outros dois tentaram invadir o Departamento de Polícia de Fort Lauderdale. Eles achavam que havia pessoas os perseguindo, e um deles acabou empalado em uma cerca.

O elemento comum em todos esses incidentes bizarros que ocorreram nos últimos meses é a flakka, uma droga sintética que está ficando popular na Flórida. Também conhecida como “cascalho” e vendida por cerca de US$ 5 (R$ 15) o frasco, a substância está se tornando um problema crescente para a polícia, depois que chegou ao mercado em 2013.

Ela é a mais recente em uma série de drogas sintéticas — que inclui ecstasy e “sais de banho” — mas, de acordo com as autoridades, a flakka é ainda mais fácil de se obter, em pequenas quantidades, através do correio. O ingrediente ativo da flakka é um composto químico chamado alfa-PVP, que está na lista do U.S. Drug Enforcement Administration (DEA, o departamento para repressão de narcóticos dos Estados Unidos) de substâncias controladas com maior probabilidade de provocar o vício. O produto é geralmente fabricado em países como a China e o Paquistão.

A flakka — termo derivado da palavra em espanhol usada para designar uma mulher magra — é normalmente vendida em forma de cristais e fumada com auxílio de cigarros eletrônicos, populares entre os jovens e que não emitem cheiro. A droga também pode ser cheirada, injetada ou ingerida.

— Um viciado uma vez descreveu a droga como “insanidade por US$ 5” — disse Don Maines, conselheiro no tratamento de dependência química que trabalha no Departamento de Polícia do Condado de Broward, em Fort Lauderdale. — Eles querem experimentar porque é muito barato. A droga amplia a sensação de consciência. Eles se sentem mais fortes e ficam mais sensíveis ao toque. Mas depois vem a paranoia.

A julgar pelos flagrantes da polícia da Flórida, o uso da flakka está se escalando rapidamente. O número de amostras que chegam para teste nos laboratórios criminais passou de 38 em 2013 para 228 em 2014. No laboratório do Departamento de Polícia de Broward, os registros de flakka cresceram de menos de 200 em 2014 para 275 apenas nos três primeiros meses deste ano, segundo a porta-voz Keyla Concepción.

— É definitivamente algo em que estamos de olho. É uma droga em ascensão — comentou Chad Brown, agente especial do Departamento de Polícia da Flórida.

 Cápsulas de flakka confiscadas pela polícia da Flórida em fevereiro deste ano - Divulgação/ Broward Sheriff's Office
CAPSULAS DE FLAKKA
Segundo Brown, sua divisão está treinando policiais para que eles possam reconhecer a flakka e seus efeitos em usuários. Mas há um desafio: os fabricantes da droga fazem pequenas alterações na composição química da substância, para dificultar seu reconhecimento nos laboratórios. Além disso, ela é frequentemente misturada a outros entorpecentes, como crack, cocaína e heroína, com efeitos ainda pouco conhecidos. Com o uso contínuo por pouco mais de três dias, já pode ser possível notar mudanças de comportamento graves nos usuários.

— A droga começa a reprogramar a química do cérebro. Os usuário não têm controle sobre seus pensamentos. Eles não podem controlar suas ações — alertou Maines. — Parece ser universal a sensação de que alguém os está perseguindo. É uma droga extremamente perigosa.

FONTES:

MULTA PRA QUEM CULTIVAR E VENDER LEGUMES E VERDURAS EM FEIRAS NAS RUAS DE PORTUGAL

Vender artesanato ou produtos agrícolas sem licença vai dar multa que pode chegar aos 25.000 euros

Vender artesanato ou produtos agrícolas sem licença vai dar multa que pode chegar aos 25.000 euros, será mais uma forma de o sistema controlar o povo deixando mais dependentes do sistema impondo impostos abusivos para quem tenta ganhar a viva com o artesanato e do cultivo de frutas, verduras e legumes familiar, onde quem na verdade são alimentos bem mais puros livre dos transgênicos e agrotóxicos que acaba mais com nossa saúde do que as próprias doenças. 


A legislação que regula os mercados locais de produtores foi hoje publicada. As multas serão aplicadas pelo presidente da câmara municipal local.

Vender artesanato ou produtos agrícolas num mercado local sem licença ou registo vai dar direito a uma multa que pode variar entre 500 e 25.000 euros, segundo a legislação que regula os mercados locais de produtores.

O decreto-lei hoje publicado em Diário da República contém novas regras para a instalação de mercados de proximidade, estabelece quem pode participar nos mesmos e define coimas para os infratores, que serão aplicadas pelo presidente da câmara municipal local.

Além de os produtores cuja atividade agrícola, pecuária, agroalimentar ou artesanal não esteja "devidamente licenciada ou registada, de acordo com a legislação aplicável", ficarem sujeitos a multas, passa igualmente a ser considerada uma contraordenação a instalação de um mercado local de produtores, por entidades privadas, sem comunicação prévia ao Balcão do Empreendedor.

O valor destas coimas varia entre 500 e 3.700 euros para as pessoas singulares e 2.500 e 25.000 euros no caso das coletivas, podendo ser também aplicadas sanções acessórias como a apreensão de bens ou a interdição de participar no mercado por um período máximo de dois anos.

Também a venda de produtos agrícolas que não sejam provenientes da própria exploração ou da produção local e a venda de produtos transformados que usem matérias-primas que não sejam produzidas localmente será sujeita a coimas, que podem ir dos 250 a 3.700 euros para pessoas singulares ou 1.000 a 25.000 euros para as coletivas.


Fonte: 

sexta-feira, 22 de maio de 2015

666: O Chip RFID é realmente a marca da BESTA?

O QUE REALMENTE SIGNIFICA O NUMERO 666 DO LIVRO DE APOCALIPSE?

O QUE REALMENTE SIGNIFICA O NUMERO 666 DO LIVRO DE APOCALIPSE?
"E ela põe a todas as pessoas sob compulsão, pequenos e grandes, e ricos e pobres, e livres e escravos, para que deem a estes uma marca na sua mão direita ou na testa e para que ninguém pode comprar ou vender, exceto aquele que tiver a marca, o nome da fera ou o número do seu nome. Aqui é que está a sabedoria: Quem tiver inteligência calcule o número da fera, pois é número de homem; e o seu número é seiscentos e sessenta e seis." — Revelação (Apocalipse) 13:16-18.

POUCOS assuntos bíblicos têm suscitado tanto interesse e preocupação como a profecia a respeito da misteriosa marca, ou nome, da “fera” — o número 666. A marca da fera tem sido motivo de infindáveis especulações na televisão e na internet, bem como em filmes, livros e revistas.

Alguns acreditam que 666 é a marca do anticristo bíblico. Outros dizem que significa alguma forma de identificação compulsória, tal como uma tatuagem ou um microchip que é implantado no corpo e tem um código digital que identifica a pessoa como servo da fera.  Ainda outros acham que 666 é a marca dos papas católicos. Eles substituem os números romanos pelas letras no título oficial do papa na sua coroa, Vicarius Filii Dei (Vigário do Filho de Deus). Depois de manipularem os algarismos chegam ao número 666. Afirma-se também que se pode chegar ao mesmo número à base do nome latino do Imperador Romano Diocleciano e do César Nero.
Essas interpretações fantasiosas e engenhosas, porém, são bem diferentes do que a própria Bíblia diz a respeito da marca da fera, conforme veremos a seguir. As Escrituras revelam que os que têm essa marca sofrerão a ira de Deus, quando ele acabar com o atual sistema de coisas. (Revelação 14:9-11; 19:20) Portanto, entender o significado de 666 é muito mais do que apenas resolver um enigma.

A identificação da fera e da sua marca

GOSTA de desvendar mistérios? Para encontrar a solução, você procura indícios que o ajudam a encontrá-la. As Escrituras contém as informações necessárias a respeito do: número 666, o nome ou a marca da fera, e também da fera mencionada no capítulo 13 de Revelação (ou Apocalipse).

Neste artigo, examinaremos cinco perguntas vitais que nos revelarão o significado da marca da fera. Consideraremos: 

1 - por que o numero 666 simboliza o nome da fera?  
2 - quem ou oque é a fera?
3 - por que 666 é “número de homem”? 
4 -  o significado do número 6 e por que é escrito três vezes,  600 mais 60 mais 6, ou 666? e
5 -  O que significa ser marcado na testa ou na mão direita com o nome da besta?



1 - por que o numero 666 simboliza o nome da fera?  

Nomes bíblicos são mais do que apenas um rótulo, nomes bíblicos muitas vezes têm um significado especial, particularmente quando dados por Deus. Por exemplo, visto que Abrão ia tornar-se pai duma nação, Deus mudou o nome desse patriarca para Abraão, que significa “Pai Duma Multidão”. (Gênesis 17:5) Deus instruiu José e Maria a chamar o futuro filho dela de Jesus, que significa “Deus É Salvação”. (Mateus 1:21; Lucas 1:31) Em harmonia com esse nome que tem significado especial, Jeová possibilitou a nossa salvação por meio do ministério e da morte sacrificial de Jesus. — João 3:16

  • Portanto, o número 666, dado por Deus como nome, deve simbolizar o que ele considera ser a característica principal da fera.


2 - quem ou oque é a fera?

O livro bíblico de Daniel lança muita luz sobre o significado de animais simbólicos. O capítulo 7 contém uma descrição detalhada e vívida de “quatro animais gigantescos” — um leão, um urso, um leopardo e um atemorizante animal com grandes dentes de ferro. (Daniel 7:2-7) Daniel nos diz que esses animais representam “reis”, ou reinos políticos, que governam em sucessão enormes impérios. — Daniel 7:17, 23.

The Interpreter’s Dictionary of the Bible (O Dicionário Bíblico do Intérprete) diz a respeito da fera de Revelação 13:1, 2 que ela “combina todas as características das quatro feras da visão de Daniel  . . . Portanto, essa primeira fera [de Revelação] representa as forças conjuntas de todos os governos políticos no mundo opostos a Deus”. Essa observação é confirmada pelo texto de Revelação 13:7, que diz a respeito da fera: “Foi-lhe dada autoridade sobre toda tribo, e povo, e língua, e nação.”

  • Portanto, a fera representa as forças conjuntas de todos os governos do mundo - O Governo Único da Nova Ordem Mundial


3 - por que 666 é “número de homem”? 

Um terceiro indício para saber o significado de 666 é o fato de ele ser chamado de “número de homem” ou, conforme diz The Amplified Bible, “um número humano”. Essa expressão não pode se referir a um único ser humano, porque é Satanás — não algum homem — que exerce autoridade sobre a fera. (Lucas 4:5, 6; 1 João 5:19; Revelação 13:2, 18) Antes, ter a fera “um número humano”, ou marca humana, sugere que se trata de uma entidade humana, não espiritual ou demoníaca, e por isso manifesta certas características humanas. Quais seriam essas? As Escrituras respondem, dizendo: “Todos [os humanos] pecaram e não atingem a glória de Deus.” (Romanos 3:23) 

  • Sendo assim o nome simbólico da fera 666 é chamado de “numero de homem(ou número humano)” por que indica que governos refletem a decaída condição humana, a marca do pecado e da imperfeição(a desaprovação de Deus).


4 -  O significado do número 6 e por que é escrito três vezes  600 mais 60 mais 6, ou 666?

Nas Escrituras, certos números têm um significado simbólico. Um exemplo disso é o número sete que muitas vezes é usado para simbolizar o que é completo, ou perfeito, aos olhos de Deus. Por exemplo, a semana criativa de Deus tem sete ‘dias’, ou longos períodos, durante os quais Deus realizou completamente seu objetivo criativo referente à Terra. (Gênesis 1:3-2:3) As “declarações” de Deus são como prata que foi “depurada sete vezes”, ficando assim refinada perfeitamente. (Salmo 12:6) Mandou-se que o leproso Naamã se banhasse sete vezes no rio Jordão, e ele foi totalmente curado. — 2 Reis 5:10, 14.

Seis é um número inferior a sete. Não seria um símbolo apropriado aos olhos de Deus de algo imperfeito ou defeituoso? Com certeza! (1 Crônicas 20:6, 7) Além disso, seis repetido três vezes, como 666, enfatiza fortemente essa imperfeição. Que esse é o entendimento correto é confirmado pelo fato de que 666 é “um número humano”, conforme já consideramos. 

  • Portanto o significado do numero 666 é grave desaprovação aos olhos do Criador.

5 - O que significa ser marcado na testa ou na mão direita com o nome da besta?

Bem temos que analisar o modo como o Criador tratava o seu povo para entender bem esta questão. Quando o Criador deu a Lei a Israel, ele disse: "Estas minhas palavras tendes de fixar no vosso coração e na vossa alma, e atá-las como sinal sobre a vossa mão(na mão direita), e elas têm de servir de frontal entre o vossos olhos(na testa)." (Deuteronômio 11:18) isto queria dizer que os israelitas tinham de manter aquela Lei constantemente diante de si, a fim de que influenciasse todas as suas ações e todos os seus pensamentos. Do mesmo modo usando a noção inversa, ser marcado com o nome, ou numero ou sinal da fera(ou besta) é deixar de seguir os mandamentos do Criador e do Salvador.

  • De modo que ser marcado com o numero 666 que representa a fera significa abandonar os ensinamentos dado pelo Salvador em seu ministério, e servir a fera, o Governo Único Mundial.


CONCLUSÃO: (1) A Fera(ou Besta) simboliza os Governos Mundiais Unificados na Nova Ordem Mundial, (2) 666 representa o nome ou marca da Fera(ou Besta) por estar em grave desaprovação aos olhos do Criador e (3) ser marcado na mão direita ou na testa com o nome ou a marca da Fera(ou Besta) significa abandonar os ensinamentos do Salvador e aderir ao governo da Fera(ou Besta) na Nova Ordem Mundial.

NOTA DO DONO DO BLOG - DANIEL DELUCCA 
"Em Relação ao Chip RFID, eu não acredito que seja realmente a marca da BESTA, na minha opinião fomos condicionados desde crianças a acreditar que a marca da besta seria uma marca física, e isso vem sendo condicionado desde antes de nós meus avós já falavam disso. Fomos ensinados a rejeitar tal ideia e isso é o logico vivemos em um pais cristão quase 70% do planeta é cristão, repulsa ao chip essa é a condição normal de quem foi condicionado a rejeita-lo, o que eles querem é fazer que todos se rebelem(uma guerra civil) é o que eles querem e precisam como desculpa para implementar a NOM e seu Governo Único, na minha opinião esse chip é só mais uma massa de manobra para implementar algo maior seja o Governo Único ou uma forma de redução populacional devido a guerra que vai se abrir a obrigatoriedade do uso do CHIP ou os dois, bem meus amigos fiquem alertas a cada passo da AGENDA ILLUMINATI. Bem porem esta claro que essa tecnologia será usada para que sejamos obrigados a aceitar(aderir) o Governo Único pois ele sera a moeda da Nova Ordem Mundial, portanto eu Daniel DeLucca e minha família não iremos aderir a essa Chip ele sendo ou não a marca da Besta."

FONTES:




quinta-feira, 21 de maio de 2015

CHENTRAILS, MAIS UMA "ARMA" DA GEOENGENHARIA ILLUMINATI

CHENTRAILS, MAIS UMA "ARMA" DA GEOENGENNHARIA

O QUE É, E O QUE SIGNIFICA CHEMTRAILS?

Chemtrail (do inglês chemical trail, "trilha química") é uma teoria da conspiração que sustenta que os rastros deixados por alguns aviões são na verdade trilhas químicas, deliberadamente pulverizadas a grandes altitudes, com propósitos de controle do clima, causando danos à saúde da população. Versões da teoria da conspiração da chemtrail circulam na Internet, e programas de rádio dizem que a atividade é dirigida por funcionários dos governos. Citando o documento Weather as a Force Multiplier: Owning the Weather in 2025, que sugere que a Força Aérea dos Estados Unidos está conduzindo experiências de mudança do tempo. De fato, existem programas de controle climático como o HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program) que agora está sob jurisdição da agência Darpa , com fins militares. O governo americano também possui patentes de air spraying, inclusive de vacinação em massa . O termo mais usado para classificar esta atividade é Geoengenharia.

Existem documentários sobre o assunto, como "Look Up"("PROCURAR") e "Why in the world they are spraying?"("PORQUE ESTÃO PULVERIZANDO O MUNDO?") ou o francês "Bye Bye Blue Sky", do diretor Patrick Pasin. Também existem ONGs direcionadas a monitorar esta atividade como a Geoengineering Watch e a Skyderalert.
A existência de chemtrails tem sido repetidamente negada pelas agências governamentais e por cientistas credenciados, mesmo com a intensificação do fenômeno e a ocorrência simultânea em várias partes do mundo.

O website Flightradar2413 monitora 100% do movimento de aviões comerciais, e aparentemente não se sabe e não há explicação por parte dos órgãos oficiais do porque destes aviões que deixam rastros estarem invisíveis neste monitoramento. Os órgãos oficiais repetidamente garantem serem vôos comercias.

Pesquisas feitas por organizações independentes apontam para um aumento do nível de alumínio na água e uma acidificação do solo nas regiões onde o fato acontece com frequência.

CHENTRAILS, MAIS UMA "ARMA" DA GEOENGENNHARIA
A Força Aérea dos Estados Unidos afirma que a teoria é um embuste "que tem sido investigado e refutado por muitas órgãos credenciados, organizações científicas e principais publicações dos meios de comunicação". O que para os ativistas da teoria seria mais um sinal de acobertamento, principalmente por parte da mídia corporativa e do governo.

CHENTRAILS, MAIS UMA "ARMA" DA GEOENGENNHARIA

O Departamento Britânico para o Meio Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais afirmou que chemtrails "não são fenômenos reconhecidos cientificamente". O líder do governo da Câmara dos Comuns do Canadá declarou que "o termo chemtrails é uma expressão popular, e não há provas científicas para apoiar a sua existência".


Trilhas que seriam compatíveis com as chemtrails, segundo os adeptos desta teoria.

CHENTRAILS, MAIS UMA "ARMA" DA GEOENGENNHARIA
O termo chemtrail não se refere a formas comuns de pulverização aérea, tais como a de uso agrícola, a semeadura de nuvens ou o combate aéreo de incêndios. O termo refere-se especificamente a trilhas aéreas decorrentes do lançamento sistemático, em grande altitude, de substâncias químicas não encontradas nas trilhas de condensação (em inglês, contrails), resultando no aparecimento de faixas não usuais no céu. Os adeptos dessa teoria especulam que as finalidades da liberação de produtos químicos poderiam ser: resfriamento por reflexão de radiação solar, controle climático e por fim, associado ao uso do Haarp, uma arma climática; e essas trilhas estariam causando doenças respiratórias e outros problemas de saúde.


LEI MARCIAL: PENTÁGONO FORMA PLANO DE CONTINGÊNCIA PARA UMA FUTURA "LEI MARCIAL"

PENTÁGONO FORMA PLANO DE CONTINGÊNCIA PARA UMA FUTURA "LEI MARCIAL"

PENTÁGONO ADMITE ESTAR SE PREPARANDO PARA COLAPSO CIVIL EM MASSA, SERIA UM TREINAMENTO PARA UMA FUTURA LEI MARCIAL MUNDIAL OU AMERICANA?

Um plano de contingência em caso de agitação social em larga escala. Este programa, que custa milhões de dólares, foi concebido para fins de desenvolvimento de "conhecimento necessário de combate" imediato e de longo prazo. O Pentágono explica que a finalidade é para altos funcionários e responsáveis políticos na "comunidade política de defesa" para formar um plano de contingência em caso de agitação social em larga escala.

Os documentos recentemente revelados acrescentam que o objetivo é mais para informar as políticas implementadas por "comandos de combatentes."


Isso tudo começou em 2008, quando a crise bancária global formou o ímpeto "Iniciativa de Investigação Minerva" para o DoD (Departamento de Defesa dos EUA) .

O DoD, em seguida, decidiu fazer parceria com as universidades a fim de "melhorar a compreensão básica das forças sociais, culturais, comportamentais e políticas do DoD que formam as regiões do mundo de importância estratégica para os EUA."

Uma unidade de forças especiais com base em Fort Bragg, Carolina do Norte está realizando exercícios conjuntos com uma força policial local e em torno de Columbia, Carolina do Sul esta semana.

Os exercícios, que envolvem o 3º Grupo das Forças Especiais, a equipe da SWAT e o Departamento Richland County Sheriff, terão lugar durante a noite e primeiras horas do amanhecer e vão até 15 de maio.



FONTES: 



quarta-feira, 20 de maio de 2015

MINEIRO É O PRIMEIRO BRASILEIRO A IMPLANTAR CHIP NA PELE QUE SUBSTITUI CARTÕES.

MINEIRO É O PRIMEIRO BRASILEIRO A IMPLANTAR CHIP NA PELE QUE SUBSTITUI CARTÕES.

O CHIP SUBCUTÂNEO É A MARCA DA BESTA?

Algumas pessoas podem falar que o chip subcutâneo não é a marca da besta, eu mesmo acho que antes da marca ser algo físico, como um chip, ou uma marca na pele, ela será espiritual, ou seja, a marca, que é o nome ou número da besta, em hebraico é "SHEM" (שֵׁמוֹת), significa CARÁTER, fama, conduta... ou seja, o nome da besta - caráter da besta, estará na testa (caráter, mente), e na mão (atitudes). E quem não estiver com sua vida alinhada em adoração à besta, estará de fora da sociedade, a ponto de não poder mais comprar ou vender mais nada (sem emprego, sem acesso à conta bancária).

"Também obrigou todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, a receberem certa marca na mão direita ou na testa, para que ninguém pudesse comprar nem vender, a não ser quem tivesse a marca, que é o nome da besta ou o número do seu nome." - Apocalipse 13:16,17

Deus também terá sua marca (ou selo): As Escrituras também falam que quando estivermos com Ele em glória,  seremos selados em nossa fronte com seu nome, ou seja, seu caráter, e seremos realmente, em nossa totalidade, como Ele é : "Eles verão a sua face, e o seu nome estará em suas testas." - Apocalipse 22:4

Mas o que devemos estar atentos, primeiramente é que este chip SUBSTITUIRÁ os cartões, dinheiro, e toda forma de pagamento, e quem não estiver com este chip implantado em sua mão, não poderá COMPRAR e nem VENDER, assim como profetiza a Palavra!


Além do mais, muitos já sabem que este chip pode receber ondas de uma frequência que poderá manipular a mente das pessoas... Ou seja, em hipótese nenhuma coloque este chip!
Dias atrás, Dilma Rousseff citou que todos os documentos seriam unificados em um chip. Embora ainda seja colocado em um cartão, sabemos que este é o caminho para "aperfeiçoa-lo" em um chip implantável.

Dilma anuncia unificação de todos os documentos em um único chip



Confira a reportagem (que eles sempre irão mostrar como uma facilidade):

O consultor de Tecnologia, Rapahel Bastos, é o primeiro brasileiro a colocar um biochip na pele. A "instalação do aparelho", do tamanho de um grão de arroz, foi feita em um estúdio de tatuagem e custou cerca de R$ 600. Com o chip, é possível desbloquear computadores, tablets e celulares ao mesmo tempo. A ideia é não precisar usar mais cartões de banco, ônibus, metrô e até mesmo as chaves de casa ou do carro. E você? Teria coragem de aderir à novidade?

Reportagem na íntegra




terça-feira, 19 de maio de 2015

REDUÇÃO POPULACIONAL: 75% das Crianças que Receberam Vacinas em Cidade Mexicana Morreram ou estão Hospitalizadas. SERÁ MAIS UM TESTE DE DESPOVOAMENTO?



Apesar das tentativas insidiosas da mídia controlada pelas corporações dos EUA de censurar as histórias sobre os efeitos secundários mortais das vacinas, a verdade continua vindo à tona. A última tragédia ocasionada pela vacina matou dois bebês em La Pimienta, no México e enviou mais 37 para o hospital com reações graves aos aditivos tóxicos da vacina.
“…14 crianças estão em estado grave, 22 estão estáveis ​​e uma está em estado crítico“, disse a Secretaria de Saúde de Chiapas em um comunicado via Fox News Latino.

O que é especialmente alarmante é que apenas 52 crianças foram vacinadas ao todo, o que significa que 75% das que receberam as vacinas estão agora mortas ou hospitalizadas.

As vacinas foram administradas pelo Mexican Social Security Institute, conhecido como IMSS. O IMSS confirmou que as reações mortais ocorreram após as crianças receberem injeções de vacinas para a tuberculose, rotavírus e hepatite B – as mesmas cepas virais das vacinas administradas rotineiramente para crianças nos Estados Unidos e no Brasil.

IMSS suspende vacinação enquanto aguarda investigação complementar


Teste de Despovoamento? 75% das Crianças que Receberam Vacinas em Cidade Mexicana Morreram ou estão Hospitalizadas

De acordo com a Fox News Latino, o IMSS suspendeu as vacinas enquanto aguarda o resultado de uma investigação do por que tantas crianças foram mortas e hospitalizadas.

De acordo com toda a grande mídia dos Estados Unidos – a qual é 100% controlada por interesses corporativos – as vacinas não prejudicam ninguém e são perfeitamente seguras para injetar em crianças em quantidades ilimitadas. Esta perigoso e desumano “Negacionismo da Lesão por Vacina” é galopante em toda a mídia controlada pelas corporações, o que contribui para as mortes de bebês e crianças inocentes, recusando-se a reconhecer a verdade de que as vacinas matam e prejudicam as crianças regularmente.

Na verdade, muito recentemente o governo do Reino Unido concordou em pagar US$ 90 milhões para as vítimas da vacina contra a gripe suína. Essa vacina causou dano cerebral permanente em mais de 800 crianças em toda a Europa. A verdade é que as vacinas regularmente causam danos e até matam crianças inocentes, muito provavelmente por causa dos adjuvantes químicos tóxicos e conservantes que elas ainda contêm.

Como o CDC admite abertamente, as vacinas ainda são intencionalmente formuladas com mercúrio, alumínio, MSG (monossódio glutamato) e formaldeído. Algumas vacinas até mesmo usam ingredientes derivados de tecido humano de fetal abortado. No ano passado, um cientista do CDC fez uma denúncia sobre o CDC cometer fraude científica para cobrir as ligações entre vacinas e o autismo em jovens do sexo masculino afro-americanos.

REDUÇÃO POPULACIONAL: 75% das Crianças que Receberam Vacinas em Cidade Mexicana Morreram ou estão Hospitalizadas. SERÁ MAIS UM TESTE DE DESPOVOAMENTO?

FONTES:



Simulação para o despovoamento via vacinas?


Como os globalistas agora percebem plenamente que as vacinas são, de longe, a melhor maneira de abater a população humana, porque a maioria das pessoas pode ser enganada em se enfileirar pedir por elas.

Como a indústria de vacinas já chegou a perceber, é muito mais fácil matar as pessoas quando elas voluntariamente consentem com as injeções. Consequentemente a mídia empurra a propaganda agressiva para alcançar a absoluta obediência cega às vacinas de modo que ninguém vai fazer perguntas quando os produtos químicos de esterilização ou eutanásia são usados​​. Isso é, sem dúvida, porque as vacinas foram testadas rotineiramente para programas de despovoamento através de dois métodos principais:

# 1) Realizar esterilizações secretas das populações visadas pela combinação de produtos químicos de esterilização através das vacinas. (A “morte lenta”.)

# 2) Matar diretamente os receptores da vacina inserindo intencionalmente nas vacinas produtos químicos de eutanásia que causam a morte. (A “morte rápida.”)

Método # 1 foi usado repetidamente em toda a África, México e América do Sul para infligir a esterilização sobre grupos-alvo através de programas de imunização e vacinação. No ano passado, na verdade, eu relatei sobre a descoberta de um programa vacinação secreto de despovoamento que está sendo executado no Quênia:

As vacinas contra o tétano dadas para milhões de mulheres jovens no Quênia foram confirmadas pelos laboratórios por conter uma substância química de esterilização que provoca abortos, relata o Kenya Catholic Doctors Association, uma organização pró-vacina.

Uma enorme quantidade de 2,3 milhões de jovens e mulheres estão no processo de receber a vacina, empurrada pela UNICEF e  pela Organização Mundial de Saúde (OMS). 

“Enviamos seis amostras de todo o Quênia para os laboratórios da África do Sul. Eles testaram positivo para o antígeno HCG,” disse o Dr. Muhame Ngare do Mercy Medical Centre, em Nairobi  ao LifeSiteNews. “Todas eles estavam ligadas ao HCG.”

Método # 2 agora parece estar em curso no México, visto que 75% dessas crianças injetadas com vacinas estão agora mortas ou hospitalizadas.

FONTES:

Despovoamento induzido pela vacina foi tentado no México em 1974


Como Truth Stream Medi exaustivamente documentou, um exercício de despovoamento foi executado no México em 1974, usando as vacinas para ocultar a história.
O esquema foi idealizado após o lançamento do National Security Study Memorandum 200, o qual destacou o problema da população global e pressionou os governos a encontrar maneiras de reduzir a população global.


Como o site TruthStreamMedia.com explica:

A concentração sobre este “problema” de como reduzir a população foi planejado para 13 países-chave, incluindo a Índia, Bangladesh, Paquistão, Nigéria, México, Indonésia, Brasil, Filipinas, Tailândia, Egito, Turquia, Etiópia e Colômbia. Destes, o documento destacou o México como tendo uma das maiores taxas de crescimento (e, portanto, mais preocupante) de todos. O documento dizia: “Talvez a tendência mais significativa da população do ponto de vista dos Estados Unidos é a perspectiva de que a população do México vai aumentar de 50 milhões em 1970 para mais de 130 milhões até o ano de 2000.”

Para combater este problema, “médicos fantasmas” – que foram quase certamente financiados pelos EUA – custearam equipes de vacina para o despovoamento – começaram a injetar as mulheres em todo o México com drogas anti-fertilidade disfarçadas de vacinas. Se você duvida disso, leia a história dos EUA. O National Institutes of Health do governo dos EUA foi pego em flagrante executando experiências médicas em prisioneiros humanos na Guatemala. O presidente Obama foi mesmo forçado a pedir desculpas publicamente em 2011, após o acobertamento ter desmoronado! Não há nada que os nazistas fizeram na década de 1930 e 1940 que a indústria farmacêutica não estaria disposta a repetir hoje sob o rótulo da “ciência”.

Mas voltando para o México, conforme o programa de vacinação contra o despovoamento secreto se espalhou por toda a Cidade do México em 1974, os moradores começaram a compreender a fraude, e a resistência pública cresceu. Como esses recortes de jornais revelam, os pais começaram a esconder seus filhos em suas próprias casas para evitar que eles fossem injetados com produtos químicos de esterilização nas escolas públicas. (A Califórnia, por sinal, também tem como alvo as crianças das escolas, a fim de evitar que os pais que tenham a oportunidade de dizer “Não!”)

Cidade do México – Associated Press – Rumores de que pessoas disfarçadas de equipes de vacinação estavam vacinando crianças em idade escolar que lhes esterilizavam forçou as autoridades de saúde a suspender todas as unidades de vacinação hoje e deixar a polícia do lado de fora das escolas da Cidade do México. Milhares de pais invadiram várias escolas na área da Cidade do México na terça-feira e levaram seus filhos para casa.

Também é importante notar que estas vacinas de esterilização estavam sendo administradas essencialmente à mão armada, visto que a polícia estava acompanhando as equipes de vacinação:

Pessoas disseram aos jornais e emissoras de TV que as equipes de esterilização estavam protegidos por escoltas policiais e que incluíam homens e mulheres vestidos de branco “que se pareciam com estrangeiros.”

Esse mesmo cenário está prestes a ser repetido na Califórnia, a propósito, onde o SB 277 criminalizaria os pais de crianças que não são vacinadas, essencialmente à mão armada.

O que é ainda mais interessante é que os mesmos exatos argumentos que ouvimos hoje sobre os céticos da vacina – eles são rotulados de forma punitiva como “anti-vacinas” ou “anti-ciência” – também estavam sendo usados ​​no México em 1974. Como o seguinte recorte de jornal mostra:

"A Associação Médica Mexicana emitiu declarações negando que qualquer tipo de inoculação possa causar esterilidade… As autoridades disseram que a superstição e a ignorância de saúde preventiva [ou seja, “anti-ciência”] foram responsáveis ​​pela crença generalizada de que os rumores eram verdadeiros."

Em outras palavras, embora as equipes de esterilização estavam correndo ao redor do México, injetando pessoas com produtos químicos como parte de uma agenda despovoamento, qualquer pessoa que indicasse isto foi imediatamente rotulada como “anti-ciência” e ridicularizada como “ignorante”.

Muito pouco mudou em quatro décadas, ao que parece: a mesma tática é usada ainda hoje, mesmo quando as crianças estão sendo mortas ou prejudicadas a cada dia devido aos ingredientes tóxicos usados ​​em vacinas.

FONTES:



Agentes de inteligência do CDC pegos em campanhas de desinformação 


O “assédio moral da ciência” por trás de vacinas também permite que governos do mundo executem programas de esterilização e de despovoamento disfarçados de saúde pública. Uma vez que a população está intimidada a aceitar vacinas sem questionamento – a obediência cega é agora exigida em quase toda parte – os governos podem adicionar quaisquer produtos químicos que eles quiserem essas vacinas, incluindo produtos químicos que causam esterilização permanente ou mesmo a morte.

O fato de que todas as lesões causadas pela vacina são sistematicamente negadas existirem, também significa que qualquer pessoa prejudicada ou morta pelas vacinas é imediatamente apagada da memória nacional. Como uma máfia criminosa, a indústria de vacinas trabalha duro para esconder os corpos e, assim, mantém a sua extorsão monopolista na premissa absolutamente falsa de que as vacinas são 100% seguras. 

Para impulsionar ainda mais esta propaganda médica extraordinária, o CDC usa agentes da inteligência como a enfermeira Hickox que espalham desinformação através da grande mídia, o qual está sempre feliz em cumprir as agendas destrutivas da indústria das vacinas.

Como o Natural News revelou durante o susto do Ebola de 2014:

A enfermeira Kaci Hickox, que ganhou as manchetes nos últimos dias, ao recusar-se a ficar em quarentena após o retorno das linhas de frente do Ebola na África, acaba por ter sido treinada como uma “oficial de inteligência” sob um programa de dois anos formulado pelo CDC usando modelos militares dos EUA.

Como você pode ver a partir do documento abaixo, Hickox formou-se em um programa de treinamento de oficial de inteligência de dois anos do CDC em 2012. Esta é a mesma enfermeira cuja página do LinkedIn foi recentemente limpa para esconder seus laços com o CDC…

A designação oficial de inteligência concedida à enfermeira Hickox pelo CDC foi “Oficial do Serviço de Inteligência Epidêmica”, e ela é uma pós-graduada do programa EIS de 2012 de acordo com este documento do CDC (PDF). (Consulte a página 138 e 139 para seu nome e foto, ou veja a foto abaixo).

Nesse mesmo ano, o CDC formou 81 semelhantes “agentes de inteligência”, cujos nomes e fotos também estão listados no documento público.



FONTES:



Conclusão? Não confie na indústria de vacinas


O que tirar de concreto de tudo isso? As vacinas têm sido e continuarão a ser utilizadas como uma ocultação para programas de despovoamento forçados envolvendo esterilização ou produtos químicos de eutanásia.

A obediência às vacinas permite que as equipes de despovoamento acompanhadas por policiais armados intimidem as pessoas a aceitar qualquer líquido que eles queiram colocar em uma seringa. Esse líquido pode ser uma vacina, ou pode ser um produto químico de esterilização ou mesmo um produto químico de eutanásia.

Qualquer população que está doutrinada a confiar na indústria de vacinas – uma indústria impregnada em repetir atividade criminosa combinada com um total desrespeito pela vida humana – está pronta para ser alvo de despovoamento. 

Afinal, por que passar pela dificuldade de construir câmaras de gás e prendendo pessoas para o extermínio em massa quando você pode obter o mesmo resultado sem qualquer resistência se você simplesmente rotula os produtos químicos como “vacinas”?

LEIA TAMBÉM:



FONTES: