sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

OBAMA AMEAÇA PUTIN COM GUERRA CASO A RÚSSIA TENHA MANIPULADO AS ELEIÇÃO DOS EUA

Barack Obama ameaçou Vladimir Putin com a guerra caso a Rússia tenha interferido na eleição dos EUA, a ameaça ocorreu durante um telefonema raro com Moscou, de acordo com relatórios.

O presidente advertiu que a América desencadearia "ações armadas" caso o líder russo tenha interferido no mês passado, na votação dos EUA, que viu Donald Trump ser eleito como o próximo presidente Norte Americano.



A ameaça vem depois que funcionários da CIA disseram acreditar que a Rússia ajudou Trump a garantir sua viagem para a Casa Branca.

Os relatórios dizem que Obama falou com Putin em setembro sobre pirataria de e-mail dos democratas na cimeira do G-20 na China.

Pelo menos um dos funcionários do presidente o aconselhou emitir uma ameaça de Guerra Total, relatou a agencia de noticia americana NBC.

Mas Obama foi contido e emitiu um aviso mais suave para o líder russo.

No entanto, Obama falou com Putin há um mês atrás usando o chamado, “telefone vermelho”, que liga diretamente Washington a Moscou. O presidente americano alertou para consequências mais fortes caso a Rússia tenha manipulado a votação das eleições.

Um oficial sênior dos EUA que não quis ser identificado, disse:
 "O direito internacional, incluindo a lei de conflito armado, aplica-se a ações no ciberespaço. Vamos realizar essas normas contra a Rússia."
Foi a primeira vez que o governo Obama usou o “telefone vermelho”, que se destina a ser usado em momentos de crise.

Obama disse em uma coletiva de imprensa: 
"Eu senti que a maneira mais eficaz para garantir que isso não tenha ocorrido, foi falar com ele diretamente e dizer-lhe que tudo estará OK se não foi feito, mas irá haver consequência graves caso ele tenha feito."
"Na verdade, nós não vimos ainda adulteração do processo eleitoral."
A Rússia tem repetidamente negado ter interferido na eleição dos EUA, alegando que as acusações são absurdas.




Nenhum comentário: