terça-feira, 17 de janeiro de 2017

TRUMP SE NEGA EM RESPONDER REPÓRTER DA CNN E ESBRAVEJA: "VOCÊS SÃO FAKE NEWS"

Ver Donald Trump dizendo “vocês são fake news” – e se recusando a responder uma pergunta do repórter da CNN – pode ter dado uma sensação de “revide merecido” para boa parte da direita, e com toda a razão. Mas há um simbolismo muito maior nesse ato.

Todos nós sabíamos que a grande mídia sempre mentiu a favor da esquerda – que, como sabemos, possui mais verba estatal para torrar, em média – e nunca foi confiável como fonte de informação.



Mesmo assim, ouvíamos políticos de direita sempre dizendo: “a mídia possui viés” ou “a mídia toma partido de Hillary” e coisa do tipo. Bem, tomar partido é algo que todos fazem. E daí? Em relação a “viés”, boa parte da população vai perguntar: “O que é viés? É de comer?”. Nada disso configura um bom ataque.

Todavia, ver um presidente recém eleito dizer “vocês são notícias falsas” é algo completamente fora do padrão, principalmente em confronto com uma entidade (a mídia) da qual muitos tem medo. É uma linguagem compreensível por qualquer um: o adversário está sendo rotulado de mentiroso. Isso sim é um bom ataque, principalmente diante da mídia, que odeia ser representada como mentirosa.


Trump hoje ensinou que a direita precisa parar de agir com frouxidão diante do inimigo. Eles não respeitam os frouxos. Ao contrário: os destroem e esmagam com ainda menos piedade. É hora de ser assertivo na rotulagem de quem não perde uma oportunidade de nos rotular.

Que outros políticos de direita ao redor do mundo sigam cada vez mais o exemplo dado hoje por Trump. O impacto causado pela declaração do republicano é uma prova de que esta é a postura ideal na guerra política. Se o tom dos políticos de direita aumentar, com base na inspiração oriunda da cacetada dada por Trump, notaremos que Trump fez hoje muito mais pela direita do que apenas energizar os eleitores.



Nenhum comentário: