quinta-feira, 2 de março de 2017

GOVERNO ALEMÃO PEDE QUE BONECAS ESPIÃS SEJAM DESTRUÍDAS

As autoridades da Alemanha pediram aos pais de todo o país, que destruam as bonecas Cayla que compraram para suas filhas.

Cayla é considerada uma boneca espiã. Quando é tirada de sua caixa, ela faz perguntas às crianças como: seu nome, o nome de seus pais, qual escola frequentam e o local onde vivem.

Através de uma conexão à internet e com um dispositivo Bluetooth, ela ouve e fala com as crianças que brincam com ela, o que desde o ano passado tem gerado preocupações de segurança.



Mas agora, a Agência Federal de Redes da Alemanha, a qual supervisiona as telecomunicações na nação europeia, emitiu a recomendação de que a boneca seja destruída.

Sua tecnologia pode revelar dados pessoais que estão sujeitos a hackers, uma vez que isso foi provado no passado.

Os pesquisadores dizem que os intrusos podem utilizar suas funções tecnológicas para escutar e falar com as crianças, e inclusive podem ouvir o que acontece a 10 metros de distância da boneca.

Desde 2015 foram detectados casos nos quais a informação obtida pela boneca era vulnerável a hackers

Desde então, surgiram várias queixas apresentadas por grupos de consumidores nos EUA e na União Europeia.

O grupo Vivid Toy, o qual distribui a Cayla, disse anteriormente que os casos de hackers foram detectados e solucionados por especialistas, embora os especialistas advertiram que o problema não tenha sido solucionado.

A advertência da Agência Federal de Redes da Alemanha veio após uma estudante, Stefan Hesse, da Universidade de Saarland, apresentar preocupações legais sobre Cayla.

Nenhum comentário: